Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Ir em baixo

Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Juliana Mota Lima em Seg Out 15, 2018 3:27 pm

É interessante atentar que a produção do conhecimento científico não ocorre de forma linear, principalmente quando se fala das ciências humanas e sociais. Para compreender os aspectos teórico-metodológicos e a trajetória da Análise do Discurso e a Análise de Conteúdo, Rocha e Deusdará (2005), apresentam uma relação entre as mesmas, enfatizando aspectos de aproximações e afastamentos. Desse modo, indicam que a Análise de Conteúdo tem o intuito de fornecer técnicas precisas e objetivas que sejam suficientes para garantir a descoberta do verdadeiro significado com o objetivo de captar um saber que está por trás da superfície textual. Nessa perspectiva existe um distanciamento na relação entre o pesquisador e o objeto de estudo visando a neutralidade. Enquanto a Análise do Discurso caracteriza-se por uma mudança da postura do observador em face do objeto de pesquisa, rompe com a ideia de neutralidade e não dissocia a linguagem da interação social, ou seja, considera o pesquisador como agente participante que contribui para a construção e articulação entre linguagem e sociedade.

Juliana Mota Lima

Mensagens : 8
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Maria Florencia Brasileir em Seg Out 15, 2018 7:05 pm

A partir do texto de Cavalcanti, Calixto e Pinheiro (2014) verifica-se que analise de conteúdo compreende um conjunto de técnicas de organização que procuram por meio da sistematização dos dados coletados realizar uma inferência da realidade escondida por trás do texto, ou seja, a AC se utiliza de procedimentos técnicos que procura descobrir a verdade oculta no texto ou na linguagem. O método possui algumas características como o rigor científico que busca a neutralidade do pesquisador e a objetividade no caminhar em busca da verdade oculta (significação profunda), busca ainda qualificar as vivências dos sujeitos da pesquisa sobre o objeto ou fenômeno estudado, e realizar análise das representações sociais, do insconsciente coletivo e do cotidiano. A escolha desse método depende muito da pergunta da pesquisa e do tipo de relação que o pesquisador pretende estabelecer com o objeto e os sujeitos da pesquisa, logo a AC quando escolhida como método para responder a uma pergunta de pesquisa se presta a enriquecer a leitura de sorte que o pesquisador desvele a verdade para além do que foi relatado nas falas. O método tem suas limitações e a principal delas seria a inexperiência do pesquisador com este tipo de análise o que prejudicaria sua habilidade em vê o não visível e em separar a subjetividade dos sujeitos e os preconceitos do pesquisador.

Maria Florencia Brasileir

Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/10/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Maria Florencia Brasileir em Seg Out 15, 2018 7:14 pm

Minayo citado pelos autores da postagem anterior explica como fazer uma AC a partir de passos que devem ser seguidos:
1. Pré -análise: leitura exaustiva dos dados coletados com formulação de hipóteses e elaboração de indicadores,
2. Exploração do material: consiste na organização das falas por categorias (categorização), reduzindo o texto a palavras ou expressões significativas,
3. Codificação e interpretação: classificar ou agregar os dados coletados nas categorias e fazer inferências a partir da inter-relação entre as categorias.

Maria Florencia Brasileir

Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/10/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Edson Ribeiro de Jesus em Seg Out 15, 2018 8:57 pm

As aproximações apresentadas pelos autores entre a AD e AC, tencionam fundamentalmente para o apontamento das lacunas e limitações entre as perspectivas de análise. A análise de discurso irrompe justamente pela insuficiência da metodologia da análise de conteúdo no que concerne à análise de textos e práticas de leituras interpretativas.
O que se prima na análise de discurso é, sem sombra de dúvidas, a busca pelos sentidos dos discursos e suas condições de produção, e não com o conteúdo do texto. Assim, da mesma forma já sinalizado por Orlandi, na análise de discurso, a produção de sentidos relaciona-se com a ideologia, na medida em que o sujeito se posiciona em processos de transferências e filiações históricas na representação do imaginário que, inconscientemente representa o contexto socio histórico materializado pela linguagem. Sendo assim, a análise de discurso considera-se, ser um campo de saber, e não apenas um método.
Já a análise de conteúdo, Decio Rocha e Deusdará, enfatiza-a como um método de pesquisa, através do qual o conteúdo do texto pode apresentar de forma objetiva uma “significação” previamente dada pela realidade. Nesse sentido, uma das críticas dos autores, se detém em questionar a AC como um método rígido e de certa forma positivista, no sentido de que o pesquisador deve enquanto rigor metodológico, manter-se neutro em busca da significação do texto em análise.

Edson Ribeiro de Jesus

Mensagens : 3
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Juliana Mota Lima em Seg Out 15, 2018 9:41 pm

Cavalcante, Calixto e Pinheiro (2014) abordam que existem diversas técnicas de análise de dados na pesquisa qualitativa e indicam que a escolha pela Análise de Conteúdo pode ser compreendida pela necessidade de ultrapassar as incertezas das hipóteses e pressupostos, pela necessidade de enriquecimento da leitura por meio da compreensão das significações e pela necessidade de desvelar as relações que se estabelecem além das falas propriamente ditas.
Embora exista a ideia de que a Análise de Conteúdo é uma técnica mais simples, é possível perceber a complexidade da mesma ao atentar para as etapas, que envolvem pré-análise, exploração do material ou codificação e tratamento dos resultados obtidos/interpretação. Outro desafio, principalmente para pesquisadores iniciantes consiste na sensibilidade para identificar os diversos significados que podem emergir tanto de forma explícita como implícita.

Juliana Mota Lima

Mensagens : 8
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Maria Florencia Brasileir em Qua Out 17, 2018 5:14 pm

Rocha e Desdara em seu artigo intitulado análise do conteúdo e análise do discurso: aproximações e afastamentos na (re) construção de uma trajetória busca compreender em que momento surge a AD e que tipo de insuficiência da AC determinou ou estimulou o aparecimento da AD como uma nova perspectiva discursiva. Para tanto, as autoras analisaram as obras de Bardin (AC) e de Dominique (AD) por serem classicos em seus campos de análise. Dessa análise as autoras situaram o aparecimento da AD por volta de 1960 devido ao cenário de críticas a teoria comportamental Behaviorista do comportamento humano herdado do Iluminismo e do forte caráter positivista que as autoras associaram a AC. Assim, a AD surge como método buscando articular o texto ao contexto ideológico do seu entorno, e reconhece outros vieses que implicam na pesquisa como: concepção de mundo do pesquisador e dos sujeitos, a problematizacao entre a realidade do pesquisador e a realidade do sujeito e a ancoragem sócio-histórica do texto.

Maria Florencia Brasileir

Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/10/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Maria Cristina em Qua Out 17, 2018 10:28 pm

Além disso, Florência, segundo Rocha e Deusdará, a AD permite ao pesquisador a construção de um outro olhar sobre as práticas linguageiras e o redimensionamento do objeto de análise *.

Maria Cristina

Mensagens : 10
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por vanessaionara em Qui Out 18, 2018 1:30 pm

Retomando o tema trazido por Florência, referente aos passos de uma AC, e evidenciando o que foi dito por Juliana, em relação ao seu caráter nada simplista, resgato alguns elementos que considero importantes. Bardin propõe uma série de critérios de organização e técnicas de análise, sendo os critérios a Pré-análise (constituída de cinco regras principais: exaustividade, representatividade, homogeneidade, pertinência e exclusividade), que começa com o que chama de “leitura flutuante”, já citada acima, e é onde se seleciona material, se formula hipóteses e observa indicadores; a Exploração do material, fase onde são construídas as operações de codificação e escolhidas as unidades de registro, marcada por exercícios de recorte, agregação e numeração, tomando partes do texto e dirigindo-as a unidades de registros, para classificação das informações obtidas em categorias, sendo elas simbólicas ou temáticas, e podendo ser classificadas em categorias Iniciais, Intermediárias e Finais; e o Tratamento dos resultados, pautado nos processos de inferência (baseada em exercícios de comparação, unificação e identificação de semelhanças, que possibilitam a descoberta de novos temas e dados) e interpretação, relacionadas e respaldadas pelo referencial teórico. As variações de técnicas passíveis de serem aplicadas são muitas, a exemplo da análise temática ou categorial, análise de avaliação ou representacional, análise de enunciação, análise da expressão, análise das relações ou associações, análise do discurso, análise léxica ou sintática, análise transversal ou longitudinal, análise do geral para o particular, análise do particular para o geral, análise dimensional, entre outras. Caso alguém tenha interesse em compreender melhor a aplicação da AC, Silva e Fossá (2015) escreveram um artigo interessante tratando de como aplica-la em análises de dados qualitativos (elas inclusive trazem uma pesquisa de dissertação de Mestrado para exemplificar alguns dos passos), indicando de maneira detalhada quais são as fases do método. Segue o link para acesso: http://revista.uepb.edu.br/index.php/qualitas/article/view/2113/1403.

vanessaionara

Mensagens : 6
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por vanessaionara em Qui Out 18, 2018 1:35 pm

Fazer AC, no entanto, requer que estejamos atentos a algumas questões, como apontam Cavalcante, Calixto e Pinheiro (2014) ao abordar limitações referentes ao método. Indicam, primeiramente, a importância de que pergunta de pesquisa e método de análise estejam muito bem afinados. Ressaltam também o quão cuidadoso deve ser o processo de construção e condução dos instrumentos de coleta e dos roteiros de entrevistas, tendo em vista que há temas delicados e normalmente reprimidos, e que o modo de conduzir as entrevistas precisa ser flexível e atento, visando perceber ao máximo as subjetividades. Por fim, trazem a questão da definição da amostra, que apresenta maiores dificuldades em ser quantificada nas pesquisas que tratam das subjetividades, tendo como critérios mais comuns a saturação do universo ou a saturação de informações, sendo esta última fortemente questionada e criticada pelos quantitativistas.

vanessaionara

Mensagens : 6
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por vanessaionara em Qui Out 18, 2018 1:41 pm

Rocha e Deusdará (2005) fazem uma abordagem mais crítica, discorrendo sobre as insuficiências da Análise de Conteúdo, que seriam, inclusive, as responsáveis pelo surgimento da Análise de Discurso, como já apontado pela colega Florência.
Para eles, a produção de sentido da Análise de Conteúdo pretende alcançar uma significação profunda centrada em um sentido estável, conferido pelo locutor no próprio ato de produção do texto. A AC seria, portanto, um modelo interessado na neutralidade, dotado de grande rigor metodológico, duro, rígido, de corte positivista, tal como citou Edson. Nela, a ciência seria capaz de recuperar uma verdade (um real pré-construído), e sua concepção de linguagem se configuraria como representação de uma realidade a priori. Criticam ainda o modo de apresentação das perguntas, que se caracterizaria por um apagamento do pesquisador como coparticipante da situação de entrevista, como imparcial: em nome da neutralidade e objetividade a subjetividade do pesquisador tentaria ser omitida. A Análise de Discurso se afastaria ao defender que a linguagem não é o reflexo de algo que lhe é exterior, e que a atividade de pesquisa é uma interferência do pesquisador em determinada realidade, considerando as implicações do pesquisador em sua relação com os entrevistados e com os saberes que se propõe a explicar.
O segundo diferencial marcante seria o fato de que a Análise do Discurso estaria preocupada em entender (interdisciplinarmente) o plano discursivo considerando articulações entre linguagem e sociedade, entremeadas pelo contexto ideológico. Há nela a preocupação em ancorar sócio historicamente os discursos analisados e observar as relações entre o discursivo e o “extra-discursivo”. A AD, portanto, se centra no interesse em desvendar em que perspectivas a relação social de poder se constrói no plano discursivo.

vanessaionara

Mensagens : 6
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Rita Dias Nascimento em Dom Out 21, 2018 12:03 am

Deusdará apresenta em seu texto uma análise das divergências e convergências a cerca da análise de conteúdo e de discurso. Conforme a retórica de Edson, traz a reflexão dos traços das análises em que a AC apresenta-se de forma conteudista abrangendo técnicas de análise de comunicações conferindo objetividade e rigidez com caracteristicas positivistas e primando pela neutralidade para obtenção de dados mais precisos. Tais traços provoca reflexões sobre as significações que permeiam o objeto da pesquisa e consequentemente surge a necessidade de articular o contexto ao discurso e a análise de discurso propõe essa concepção de um objeto social com a problematização da pesquisa, sendo que a linguagem não se dissocia da interação social.

Rita Dias Nascimento

Mensagens : 8
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Rita Dias Nascimento em Dom Out 21, 2018 12:24 am

Acrescentando a fala de Vanessa, Bardin traz a Constituição do corpus através do conjunto de documentos pertinentes à pesquisa e que serão submetidos a procedimentos analíticos. Para tal constituição vem imbricada algumas "regras" a fim de garantir todo rigor científico, sendo estas: Exaustividade(Não excluindo qualquer elemento que se faça importante na pesquisa); Representatividade( A amostra deve ser representativa no universo inicial); Homogeneidade( Obedecer critérios de escolha e não apresentar excessiva especificidade nos critérios de escolha) e Pertinência( Os documentos devem ser adequados de forma a corresponder ao objeto de análise). Diante de tais determinações para a compor o corpus surge a necessidade do pesquisador avaliar seu material de pesquisa de forma criativa e intuitiva a fim de possibilitar "clarear" suas questões de pesquisa.

Rita Dias Nascimento

Mensagens : 8
Data de inscrição : 10/09/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Análise de Conteúdo e Análise do Discurso

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum